• serra verde

Nutricionista dá 8 dicas para perder peso em 2020





Início de ano é sempre um momento marcado por desejos de mudanças, e grande parte das pessoas escolhe essa época do ano para iniciar uma dieta.


Com o objetivo de perder peso a todo custo, homens e mulheres recorrem a dietas arriscadas e sem acompanhamento, comprometendo a saúde física e mental, além de poder não obter os resultados tão almejados.


Quase sempre compensar o ganho de peso das festas de fim de ano com uma dieta restritiva é uma alternativa perigosa. Deixar de comer, ou comer apenas um determinado alimento também pode se tornar um risco para o organismo. Hábitos radicais impedem que o corpo se adeque a uma reeducação alimentar,


Então, qual seria a dieta ideal. De Minaçu, Maria de Jesus Vieira, nutricionista especializada em Nutrição Clínica e Esportiva e Emagrecimento Consciente afirma que o foco é a mola propulsora de qualquer resultado. “Tendo foco, perseverança, persistência e fazendo as coisas de maneira correta, eficaz, consistente e duradoura, você alcançará os resultados que almeja”, diz.


A melhor atividade física para emagrecimento é aquela que você tem prazer em fazer, porque assim você não irá abandonar após alguns meses. Muito importante também é verificar com um médico se você pode fazer aquela atividade física”, diz Vieira.


Coach de Emagrecimento Consciente, a nutricionista elege 8 dicas importantes para quem quer perder peso, com resultado, e saúde:


1. Primeiramente, é importante procurar a ajuda de bons profissionais (médico, nutricionista e educador físico). Muitas pessoas chegam ao meu consultório com o metabolismo totalmente “massacrado” por tantas dietas que já fizeram sem nenhum acompanhamento, isso pode ser perigoso e acabar mais prejudicando do que beneficiando a saúde.
2. Comece fazendo um planejamento. Porque enquanto ainda não é um hábito, ou seja, tudo aquilo que fazemos de forma automática e que já está consolidado na nossa rotina, o fato de escrevermos e colocarmos no papel tudo o que precisamos fazer, com horários já pré-estabelecidos, quantidades, etc., facilita muito para que possamos realmente executar essas ações de forma consciente até que virem hábitos.
3. Defina metas alcançáveis, isso é muito importante! Pois, ás vezes é criado uma expectativa muito alta no início e quando a pessoa não alcança o resultado que ela esperava acaba se frustrando e desistindo de tudo. Mudança de hábitos leva tempo, é preciso ter paciência.
4. Estabeleça suas prioridades e organize seu tempo. O que você está colocando como prioridade? No início de ano definimos várias metas para alcançar, tanto profissionais quanto pessoais. Se a melhora do físico e da saúde está entre suas metas você vai precisar todos os dias dedicar um tempo a ela. Todos têm a mesma quantidade de horas no dia, não existe falta de tempo, o que existe são prioridades. Se não está sobrando tempo para uma atividade física e alimentação, é porque talvez isso não seja uma prioridade para você, tem que rever isso daí e definir bem essas metas.
5. Mantenha-se motivado! A auto-motivação ajuda muito! Ter sempre em mente aonde você quer chegar. Foco e motivação são imprescindíveis, isso serve para qualquer área da vida.
6. Prefira os alimentos na sua forma mais natural possível. Substituir o industrializado, ultra-processado, congelado e enlatado pelo o alimento na sua forma in natura e sempre que possível fazer suas refeições em casa.
7. Escolha uma atividade física que você goste. A melhor atividade física para emagrecimento é aquela que você tem prazer em fazer, porque assim você não irá abandonar após alguns meses. Muito importante também é verificar com um médico se você pode fazer aquela atividade física.
8. Busque alternativas naturais, que não agridem o seu organismo. Não queira a todo custo alcançar “o corpo perfeito”, prejudicando assim, muitas vezes, a sua saúde física e mental.


JEJUM INTERMITENTE



O jejum intermitente é uma tendência no Brasil, após ganhar repercussão através do resultado obtido por famosos. “É necessário entender como o jejum intermitente funciona, para que não seja feito de maneira errada e não traga conseqüências para a saúde, explica a nutricionista. Para ela, porem, nem todas as pessoas podem fazê-lo, “é o caso de alguns grupos como crianças, adolescentes, idosos, grávidas, diabéticos que fazem uso de hipoglicemiantes, também pessoas com indícios de transtornos alimentares, ansiedade e compulsão, não são indicadas para aderir a essa estratégia de emagrecimento”, diz.


Confira mais algumas dicas da nutricionista, no restante da entrevista:


Dietas que prometem perda de peso rápido funcionam? (Dietas mais restritivas, ex: Café emagrecedor/Dieta Dukan/LowCarb valem a pena?)


Sim, todas estas estratégias se feitas de maneira correta funcionam. Porém de nada adianta fazer uma dieta restritiva e depois cair em compulsão. O ideal seria priorizar o equilíbrio sempre, nem demais, nem de menos, manter um estilo de vida saudável para o resto da vida.


É preciso mesmo dormir cedo? A pessoa não pode só dormir mais? Qual a necessidade “sono bom” dentro do período de busca de vida saudável?


Cada pessoa pode adaptar seu horário de sono conforme for suas necessidades e rotina, porém, nosso corpo é biologicamente programado para dormir durante a noite. E importante saber que quantidade de horas dormidas nem sempre significa sono reparador.

O sono tem papel importantíssimo, pois é durante ele que ocorre a produção e liberação de diversos hormônios que são necessários para o crescimento muscular, regulação do apetite e equilíbrio do organismo no geral. Como também uma noite mal dormida ou horas de sono insuficiente podem trazer conseqüências como a produção de hormônios do estresse que elevam o apetite e dificultam a queima de gordura.





Maria de Jesus Vieira da Silva, nutricionista pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva. Terapeuta Naturista e Iridologista. Coach de Emagrecimento Consciente.

Telefone: (62) 98473-8159 (Whatsapp)

Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás