• O Norte de Goiás

Demissão de médicos, salários atrasados e pressão política no Hospital de Minaçu



Que o Hospital de Minaçu vem sofrendo com a ausência de médicos, principalmente, plantonistas, não é de hoje, mas a situação vem sendo agravada por uma crise de ordem política. Demissões estão sendo influenciadas por questões meramente eleitoreiras - o primeiro caso - foi do médico Dr Rhian Rocha, que foi demitido sem motivação, mas que para ele, teve viés meramente político.


De acordo com Rhian, no dia 20 de outubro, uma reunião entre o Diretor da OS, Ronnie Cabral e o vereador Fabinho Santana, bateu o martelo pela demissão do médico, que a essa altura, assim como todos outros profissionais, estava com os salários atrasados. “Não há nada que desabone ele, mas não quero ele aqui nem um dia a mais”, teria dito o chefe da OS, de acordo com o médico, que foi dispensado um dia antes do plantão que faria na quarta-feira, 21.


Quem está na mira da onda de demissões, de acordo com o médico, é também o diretor clínico no Hospital, Dr. Eduardo de Castro, ortopedista da rede. A direção da OS estaria insatisfeita com a não declaração de apoio por parte do médico ao grupo político que quer a manutenção da entidade.


Reunião tumultuada

Uma reunião na manhã nesta quarta-feira, 04, subiu tom entre o prefeito Zilmar Filho, o Instituto Alcance e os médicos que estão com salários atrasados. O bate-boca terminou com a classe exigindo o pagamento imediato de setembro, e o salário de outubro até sexta-feira, 06, sob indicativo de greve. Um documento está sendo redigido pela classe dando as condições para que o Instituto pague os salários atrasados da categoria.













Nota do vereador Fabinho Santana


Venho informar que não procede a informação divulgada pelo jornal o norte de Goiás sobre minha participação em demissão do médico citado na matéria, até porque, contratação e demissão é de responsabilidade única e exclusiva do Instituto Alcance, portanto a acusação é leviana e desesperadora por parte de quem acusa.


Grato,


Fabinho Santana

Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás