• O Norte de Goiás

Eternit anuncia retomada de escavação para extrair amianto em Minaçu




A Eternit, responsável pela mineradora Sama, anunciou nesta semana a retomada de escavações para extração do amianto crisotila para exportação.


De acordo com a empresa, o retorno das atividades está amparado em uma lei estadual que autoriza o processo. A norma porém está sendo analisada no Supremo Tribunal Federal (STF), que já proibiu a produção, venda e uso de materiais com o mineral.


Sindicato

Ao G1, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Extrativas de Goiás, Adelman Araújo Filho, diz que é totalmente a favor da retomada das atividades de extração de amianto no estado e considera que, se feito da maneira correta, o trabalho não apresenta riscos à saúde.


“Atualmente, são mais de 100 funcionários trabalhando na mineração do amianto em Minaçu. Podemos trabalhar com amianto e não adoecer, basta ter o cuidado necessário. É o mesmo que extrair qualquer outro mineral, como alumínio, por exemplo. O sindicato não está defendendo alguma empresa específica, nós somos favoráveis à continuação da atividade”, disse.


Adelman contou que desde o início do ano a mineradora estava extraindo o mineral que já estava exposto, totalizando mais de 50 mil toneladas de amianto. “Agora, o que está sendo feito é o decapeamento, que é retirar a camada de terra sobre o mineral. É uma camada de cerca de 40 metros”, explicou.




Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás