• O Norte de Goiás

Lúcia Barbosa no rádio: “Se eleita, eu serei a prefeita”

Atualizado: Nov 7



Candidata a prefeita em Minaçu, Lúcia Barbosa compareceu nesta sexta-feira, 06, à sabatina que as rádios Clube FM e Serra da Mesa FM realizam com candidatos na cidade. Bastante tranquila, Lúcia respondeu perguntas das mais variadas, sobre saúde, educação e articulação política. A candidata respondeu com claridade perguntas sobre seu plano de governo, mas se esquivou de temas polêmicos.

Lúcia afirmou que, caso eleita, terá uma forma própria de gestão, que não terá atravessadores e que sua administração terá identidade própria. “Se eleita, eu serei a prefeita. Será do meu jeito”, garantiu. “ A minha administração será diferente”, completou ao afirmar que a administração de seu esposo, será uma coisa, e a dela, outra.

Saúde

Ao ser questionada se manteria a Organização Social que gere o Hospital, Lúcia afirmou que irá consultar a população antes de qualquer decisão. “Se a população concordar em retirar, retiraremos”, disse. Lúcia afirmou também que não fez acordo, sobretudo, com o atual prefeito Zilmar Filho, para manutenção da OS, disse que visitou o Hospital, mas que não houve acordo sobre manter ou não a entidade.

Aliados

A candidata fez um panorama de sua articulação política. Afirmou que não fez acordo com outros candidatos e que coligou, especificamente, com o DEM.

Funcionário fantasma

Lúcia, foi confrontada sobre temas polêmicos. Entre eles, o processo que levou a cassação do ex-prefeito Nick Barbosa, e que tem no centro, nomeação de um servidor lotado em seu gabinete, e que é acusado de vender vagas de cirurgias do SUS em Goiânia. Lúcia afirmou que conhecia Eder Alves da Rocha, que tratou de perseguição e que não há provas de que ele agia, dessa forma, com pacientes de Minaçu.

Aposentadoria por invalidez

Outro ponto destacado, foi a aposentadoria por invalidez que Lúcia afirmou ter recebido por um ano, quando foi vítima de um acidente. Ao mesmo tempo que era dona de academia, constava com ativa no banco de dados do INSS, recebendo “aposentadoria por invalidez previdenciária” no valor de R$ 4.872,37. “

Debate

Lúcia afirmou que pode ir ao próximo debate, entre os candidatos. Antes, participa de recepção ao governador Ronaldo Caiado, e deputados, em Minaçu, no dia 11.

Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás