• O Norte de Goiás

Leréia no rádio: "Prioridade será organizar a cidade e recuperar o tempo perdido"



Último entrevistado da série de sabatinas que as rádios Clube FM e Serra da Mesa realizam com candidatos a prefeito, Carlos Alberto Leréia falou de temas como educação, saúde, turismo e infraestrutura urbana. O candidato foi provocado, diversas vezes, assim como todos os outros sabatinados, a responder perguntas polêmicas, entre elas, a relação com o contraventor Carlinhos Cachoeira. Sobre gestão, Lereia afirmou que se eleito fará uma administração transparente, que não colocará culpa em gestores do passado e que buscará a solução.

Saúde

Sob tema da saúde, Lereia reiterou o que vem dizendo desde o início da campanha, que vai destituir o contrato com a OS e restabelecer o comando no munícipio na saúde. Leréia também criticou a gestão dos recursos que vieram para o combate a pandemia.

Educação

Questionado se seu plano de governo - que traz o pagamento do piso do magistério - tinha viés eleitoreiro, Lereia afirmou que vai conseguir pagar os professores através da economia e do uso racional do dinheiro público. Sobre a UEG, o candidato criticou o plano de governo do ex-prefeito Nick Barbosa que trazia a meta de ampliar os cursos. “Quando eu trouxe a UEG pra cá, tinha 4 cursos, agora só tem 1”, disse ele ao repreender a atual política desmonte da UEG. Leréia também afirmou que vai fortalecer parceria com o Senai e que priorizará concurso público.

Reforma fiscal e infraestrutura

Sobre problemas relacionados à inoperância de empresas que atuam em Minaçu, como operadoras de telefonia, internet e energia, Lereia afirmou que pretende realizar uma reforma fiscal, aumentando os impostos sobre essas empresas como forma de pressionar por melhorias e novos investimentos. “Pedir não adianta, mexeu no bolso deles, eles vem conversar”. Leréia também afirmou que pretende redobrar a responsabilidade sobre as obras públicas, principalmente, de infraestrutura urbana. “Eu sou mais fazer 5 quilômetros de asfalto bem feito, do que 10 mal feito”.


Rodovia parada e Lago de Cana Brava

Questionado sobre o motivo pelo qual tanto o ex-governador Marconi e o atual governador Caiado não concluem obra da rodovia que liga Minaçu a Colinas, Lereia disse que vem faltando articulação para terminar um curto espaço de 7.5km. Sobre o Lago, afirmou que vai buscar um acordo entre a Saneago, o município de Cavalcante e a Engel para realizar um projeto de recuperação e interrupção do despejo de resíduos.

Relação com Carlinhos Cachoeira e racismo

Ao ser questionado se havia se arrependido de ter defendido sua relação com Carlinhos Cachoeira, Leréia foi direto: “De maneira nenhuma, ele responde aos processos dele. Eu fui isento do processo criminal. Ele me emprestou dinheiro, e tá tudo declarado no meu imposto de renda. Não tenho nenhum problema em falar sobre isso”. “Investigaram minha vida inteira, fui inocentado, e terminei o meu mandato”, disse. Sobre o servidor do Senado que o acusou de racismo em 2012, Léreia afirmou que, no calor da discussão se alterou. “Jamais chamei ninguém de macaco, falei para ele caçar um pau para subir, expressão que todos usam aqui”. “Ele que interpretou assim”.

Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás