• O Norte de Goiás

Onda de calor: Inmet emite alerta de perigo e risco de hipertermia, em Minaçu e Porangatu


As cidades de Minaçu, Campinaçu e Porangatu estão em alerta vermelho para uma onda de calor que pode se estender até a próxima sexta-feira (9), conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O alerta pode ser acessado AQUI.


O instituto alertou para situação meteorológica de grande perigo com risco de morte por hipertermia (temperatura corporal central acima de 40°C). Segundo o Inmet, as temperaturas registrarão 5ºC acima da média na região, por mais de 5 dias consecutivos.


Estão previstos fenômenos meteorológicos de intensidade excepcional. Grande probabilidade de ocorrência de grandes danos e acidentes, com riscos para a integridade física ou mesmo à vida humana”, descreve o alerta.


O alerta foi emitido para que as pessoas tenham cuidados redobrados com a saúde nos próximos dias. Em caso de emergência, o Inmet recomenda que a população contate a Defesa Civil (telefone 199). Algumas recomendações devem ser seguidas no período. Entre elas, evitar a prática de atividades ao ar livre entre 10 horas e 17 horas, usar protetor solar e aumentar a ingestão de líquidos. Crianças e idosos precisam de atenção especial.




1º) Proteja-se do sol e do calor

  • Evite a exposição direta ao sol, em especial, entre às 10 e às 16 horas.

  • Use chapéus e óculos escuros (especialmente para pessoas de pele clara). Proteja as crianças com chapéu de abas.

  • Use roupa solta, de preferência de algodão, e aplique sempre protetor solar.

  • Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados.

2º) Beba líquidos e faça uma alimentação equilibrada

  • Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede.

  • Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar.

  • Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.

ATENÇÃO! Os recém-nascidos, as crianças, os idosos e as pessoas doentes podem não sentir sede. Ofereça-lhes água!


3º) Refresque-se

  • Permaneça de 2 a 3 horas por dia num ambiente fresco. Se isso não for possível em sua casa, desloque-se para centros comerciais ou outros locais com ar condicionado.

  • No período de maior calor, tomar um banho com água ligeiramente morna. Evite mudanças bruscas de temperatura.

4º) Em casa

  • Evite a entrada do calor. Feche cortinas e/ou janelas mais expostas ao calor e facilite a circulação do ar

  • Abra as janelas durante a noite.

  • Utilize menos roupas de cama e vista-se com menos roupas ao dormir, sobretudo, em bebês e pessoas acamadas.

5º) Em viagem

  • Se o carro não tiver ar condicionado, não feche completamente as janelas.

  • Leve água ou sucos de frutas naturais sem adição de açúcar.

  • Sempre que possível, viaje de noite, observando, porém, a situação de segurança no trânsito

  • Evite a permanência de crianças, pessoas doentes ou idosos em viaturas expostas ao sol.

6º) Procure e dê ajuda

  • Não hesite em pedir ajuda a um familiar ou vizinho no caso de se sentir mal com o calor.

  • Informe-se periodicamente sobre o estado de saúde das pessoas que vivem só, idosas ou com dependência que vivam perto de si e ajude-as a protegerem-se do calor.

SÃO MAIS VULNERÁVEIS AO CALOR

  • Crianças nos primeiros anos de vida

  • Idosos

  • Portadores de doenças crônicas (hipertensão, arritmia, respiratórias, renais, diabetes e alcoolismo, obesos)

  • Acamados

  • Pessoas com problemas ou transtornos mentais ou sofrimento psíquico

  • Pessoas que utilizam determinados medicamentos, tais como: anti-hipertensivos, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos, neurolépticos, entre outros.

(Portal NG/Af Notícias)


Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás