• O Norte de Goiás

Zilmarzinho deixa mandato, e por último sanciona equiparação para professores

Atualizado: 29 de Dez de 2020



Há dois dias de encerrar seu mandato de prefeito, Zilmarzinho sancionou a Lei que garante a reequiparação dos salários dos professores de Minaçu. Na última semana, o projeto foi apreciado pela Câmara e as abstenções durante a votação levaram o texto a ser carimbado como "rejeitado". Porém, nos bastidores, o presidente da Casa, Edmilson Seabra já havia afirmado que iria enviar o texto com um carimbo de “aprovado” para o prefeito Zilmar Filho. Ao receber o texto, Zilmar nesta segunda, 28, sancionou sem vetos.


Os vereadores que defendem que o projeto foi aprovado entendem que o número de vereadores que votaram são suficientes para o envio do projeto à sanção, mesmo havendo 6 abstenções. Já os vereadores que entendem que o projeto foi rejeitado, afirmam que os parlamentares que se abstiveram prejudicaram o quórum qualificado para a aprovação da matéria.


Os vereadores que buscaram a aprovação e sanção do projeto foram: Fabinho Santana, Professor Raimundo, Edmilson do Filó, Mateus Martins e Edmilson Seabra.


Entenda o caso


Desde 2012, os professores aguardam reajuste. Pelo projeto de 2020, os profissionais que passariam de uma determinada referência para qualquer outra indicada pelas letras A B C D E F e G teriam salários acrescidos em 4%. E o escalonamento dos professores passaria a vigorar com a seguinte distribuição, o que permitiria que o piso salarial de 2020 fosse aplicado e os salários reajustados:


- Professor PI para PII será de 5% sobre a referência salarial do professor PI

- Professor PII para PIII será de 12% sobre a referência correspondente ao PII

- Professor PIII para PIV será de 15% sobre o salário correspondente ao PIII



Todos os direitos reservados - 2015-2019 Jornal O Norte de Goiás